18/07/2014

Foto: Divulgação

Noturno-nos-museus

A Memória do Judiciário Mineiro (Mejud) do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG) participa nesta sexta-feira, 18 de julho, do Noturno nos Museus de Belo Horizonte, promovido pela Fundação Municipal de Cultura. Integram a programação mais de 30 museus da capital mineira, que terão o expediente estendido, ficando abertos durante a noite e o início da madrugada. O público terá acesso a exposições, oficinas de arte, exibições de vídeos, instalações culturais, shows, apresentações de dança, espetáculos teatrais, entre outras atrações. A entrada é gratuita.

Na Mejud, o destaque será a palestra “A Fé que dança e canta”, ministrada pelo membro da Ordem Templária da Cruz de Santo Antônio de Pádua e presidente do Centro das Tradições do Rosário (ex-Federação dos Congados de Minas Gerais), Rei Manoel. O evento será realizado às 18h, no Salão Nobre do Palácio da Justiça Rodrigues Campos, localizado na avenida Afonso Pena, 1.420, Centro de Belo Horizonte.

O público também poderá visitar a exposição permanente “Poder Judiciário em Minas: tempo e história” e o “Fato do Mês” sobre o Centenário de Instalação do Tribunal de Justiça. Antecedendo à apresentação da palestra, às 16h, a Mejud promoverá visita guiada pelo Palácio da Justiça.

O Noturno dos Museus conta com o apoio da Escola Judicial Desembargador Edésio Fernandes (Ejef) e da Assessoria de Comunicação Institucional (Ascom) do TJMG.

Outras Notícias