Foto: Mejud

abertura05-320-240

Museu, lugar de abstração, de transmissão de conhecimento, valores e cultura. Nesse ambiente, peças e objetos tornam-se resquícios de memórias, passaporte de uma viagem por tempos e vidas passadas que sempre reservam ao visitante, um surpreendente encontro de gerações.

Como ferramenta de construção e/ou afirmação de identidade, o museu se consolidou como a instituição guardiã da memória coletiva, e por isso cada fragmento histórico em exposição tem valoração singular e importância imensurável.

Localizado no centenário Palácio da Justiça Rodrigues Campos, o Museu da Memória do Judiciário Mineiro (Mejud) representa um convite a conhecer parte da história da justiça mineira, eternizada nos muitos documentos, objetos e imagens, verdadeiros registros das transformações do fazer jurídico ao longo dos anos.

Tendo como premissa a divulgação e promoção do conhecimento, o Museu da Mejud mantém exposições permanentes e itinerantes, buscando estreitar os laços com a sociedade e levar ao maior número de pessoas a historicidade de seu acervo.

Foto: Mejud

20170306_145907

Acervo

Nas visitas ao Museu, podem-se contemplar exemplares raros: o livro Brazil Pitoresco de 1858, a Carta de Alforria da escrava Chica da Silva, o processo do Caso dos Irmãos Naves, considerado como um dos maiores erros da justiça brasileira, e inventários diversos, dentre eles, o da controversa Dona Beja.

Há também peças tridimensionais: urnas, escarradeiras de porcelana do século XVIII, medalhas, comendas, canetas e tinteiros, mobiliário, além de vasta iconografia.

Quero visitar

De segunda à sexta de 10h às 17h
Entrada franca
Avenida Afonso Pena, 1420, Centro, Belo Horizonte, Minas Gerais
Contato: (31) 3237 6224

Regras de visitação do Museu

Orientações para visitas educativas agendadas