10/08/2012

Foto: Marcelo Albert

2012-Mejud tem novo superintendente

O presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Herculano Rodrigues, empossou, em 9 de agosto, o ex-presidente do TJ desembargador Lúcio Urbano da Silva Martins como superintendente da Memória do Judiciário Mineiro (Mejud). A sessão solene foi realizada no gabinete da presidência do TJMG.

De acordo com o presidente Herculano Rodrigues, o desembargador Lúcio Urbano é a pessoa certa para dirigir a Memória do Judiciário Mineiro, devido às suas qualidades de humanista, orador e estudioso de história. O presidente agradeceu a colaboração do colega e disse ter certeza de que seu trabalho à frente do museu será vitorioso e de grande importância para o Tribunal de Justiça mineiro.

Por sua vez, o desembargador Lúcio Urbano disse ser uma grande honra para ele ter sido escolhido para trabalhar na Mejud. Ele fez questão de lembrar que há 58 anos entrou para o TJ como servidor e que nunca mais se desligou da instituição. Ele declarou ser um apaixonado por história, e que por isso considera que fará um bom trabalho na superintendência do museu, pois será um trabalho desempenhado com amor.

Para o novo superintendente da Mejud, a Memória do Judiciário não deve cuidar apenas do acervo do Tribunal de Justiça na capital. Ele declarou que pretende, com toda a equipe do museu, preparar uma publicação com a história de todas as comarcas mineiras. Além da equipe de profissionais que atuam na Mejud, Lúcio Urbano disse que irá contar com a colaboração do juiz Marcos Henrique Caldeira Brant para o trabalho que será desenvolvido na Memória do Judiciário ao longo de sua gestão.

Além de servidores e magistrados, a cerimônia de posse foi assistida pelos desembargadores Almeida Melo, atual 1º vice-presidente do TJMG, Mauro Soares de Freitas, Afrânio Vilela, Áurea Brasil e Barros Levenhagen, dentre outros, que também assinaram a ata da sessão.

Currículo

O desembargador Lúcio Urbano foi desembargador do TJMG no período de 1983 a 2003, quando se aposentou. Ele presidiu a instituição no biênio 1997/1998. Entre os diversos cargos ocupados, o magistrado presidiu também o extinto Tribunal de Alçada e o Tribunal Regional Eleitoral.

Memória

A Memória do Judiciário Mineiro (Mejud) foi criada em 1988, pelo então presidente do TJMG, desembargador José Arthur de Carvalho Pereira. Atualmente, está sob a superintendência do desembargador Lúcio Urbano Silva Martins, ex-presidente do TJMG. O museu da Memória do Judiciário Mineiro está localizado no Palácio da Justiça e está aberto à visitação pública de segunda a sexta-feira, das 12h30 às 18h30.

Outras Notícias