Agosto/2010

Foto: Ascom/TJMG

maquina-fatos-08-2010

O primeiro instrumento de calcular usado pela humanidade foi a mão, de acordo com Smole e Diniz, a própria palavra dígito significa dedo.

A necessidade de realizar cálculos levou o homem, desde os primórdios da antiguidade, a elaborar mecanismos facilitadores para a realização das operações matemáticas.

Segundo Schiffhil (2006), o homem sempre procurou construir máquinas para facilitar os cálculos. A maior parte dos pesquisadores do assunto, acredita que as primeiras máquinas de calcular tenham tido sua origem na Babilônia no século XVIII ªC, com o ábaco, embora instrumentos semelhantes tenham sido encontrados em diversas civilizações da antiguidade.

As máquinas que conhecemos hoje começaram a ser desenvolvidas por volta de 1642 com o invento do francês Pascal de Blase.

Em 1874 o sueco Willgodt Odhner, projetou sua primeira máquina de calcular a manivela, O modelo era formado por cilindros e grampos para os registros dos dígitos da operação, através do uso de manivela, após o sucesso do instrumento vários fabricantes seguiram o designer de Odhner.

A Addo foi uma das fabricantes a seguir o modelo, com a fabricação da máquina Multo.

A peça em exposição é a Multo modelo 03, considerada como uma máquina sensível, e única, verdadeira raridade, o modelo lançado em 1939 foi fabricado até 1969.

Este tipo de maquinário foi paulatinamente substituído pelas máquinas elétricas, depois por modelos mais leves e práticos, e por último pelos computadores.Com a nossa peça não foi diferente, com a modernização dos instrumentos de cálculo ela caiu em desuso  no setor de finanças, mas assumiu novo papel, de objeto museal, contando um pouco da história do uso deste tipo de equipamento na administração desta Casa.

 A peça em exposição faz parte do acervo do Museu da Memória do Judiciário Mineiro. A Multo Addo, 03 foi usada por muito tempo na Administração Financeira do TJMG, sendo doada á MEJUD pelo Secretário de Administração, Dr. José Marinho Bechtlufft.

REFERÊNCIAS:

SCHIFFL, Daniela. Um estudo sobre o uso da calculadora no estudo de matemática.Santa Maria, Rs, 2006.Disponível em:

http://dominiopublico.qprocura.com.br/dp/40193/Um-estudo-sobre-o-uso-da-calculadora-no-ensino-de-matematica.html
http://www.boaaula.com.br/iolanda/hic/hicidmo.html
www.educ.fc.ul.pt/docentes/opombo/seminario/calculadoras.htm
www.lorene.com.br/museu.php
www.mathema.com.br/default.asp?url=http://www.mathema.com.br/mathema/resp/contar_dedos.html
http://museu.boselli.com.br/historia.htm
www.rechenmaschinen-illustrated.com/