Janeiro/2012

Selos

No dia 16 de janeiro de 2012 o Palácio da Justiça Rodrigues Campos, edifício-sede do Poder Judiciário Mineiro e de inestimável valor arquitetônico, histórico e cultural da cidade de Belo Horizonte, fez 100 anos. Para comemorar a data foi lançado o livro de biografias dos desembargadores presidentes do TJMG desde 1874, ano da criação da Justiça de 2ª Instância em Minas Gerais. A solenidade foi presidida pelo presidente Cláudio Costa e contou com a presença de diversos magistrados e autoridades.

Na ocasião também foi lançado o livro Síntese Histórica do Tribunal de Justiça, de autoria do ex-presidente do TJ desembargador Lúcio Urbano, e foram afixadas placas com os nomes de todos os desembargadores que hoje integram a Casa. A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos emitiu um selo personalizado em homenagem ao centenário.

O Palácio da Justiça Rodrigues Campos faz parte do conjunto de edifícios públicos projetados para a nova capital de Minas Gerais, inaugurada em 1897. Com a construção de Belo Horizonte, buscava-se uma ruptura definitiva com a tradição colonial. É dentro deste estilo eclético com características neoclássicas que o arquiteto Raphael Rebechi projetou o Palácio da Justiça, para abrigar o Tribunal da Relação, Corte da 2ª Instância de Minas Gerais.

A Relação de Ouro Preto foi criada por decreto do Imperador Dom Pedro II em 1873 e instalada na velha Ouro Preto em fevereiro de 1874. Com a transferência da capital, o Judiciário foi o primeiro dos três poderes a se estabelecer em Belo Horizonte, mas, ainda sem sede própria, funcionou na antiga Secretária de Educação, na Praça da Liberdade, que hoje abriga o Museu das Minas e do Metal. Posteriormente, o Tribunal se mudou para o edifício do Instituto de Educação, na avenida Carandaí.O Palácio da Justiça, morada definitiva do TJMG, foi inaugurado em janeiro de 1912.

Fotos – 100 Anos do Palácio da Justiça