Foto: Renata Mendes (Ascom/TJMG) 

Os desembargadores Paulo Tinôco e Ney Paolinelli, juntamente com o servidor Idalmo Constantino da Silva, colaboram na identificação das fotos. Foto: Renata Mendes/ASCOM/TJMG. Ano: 2010.

O Projeto de Preservação do Acervo Fotográfico da Memória do Judiciário Mineiro surgiu da necessidade de proteger, organizar e disponibilizar ao público fotos e negativos que retratam importantes momentos da história do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais e do extinto Tribunal de Alçada do Estado de Minas Gerais.

As imagens estão sendo higienizadas, acondicionadas, digitalizadas e organizadas sistematicamente. Além disso, o serviço é auxiliado por desembargadores, servidores da ativa, aposentados e outros voluntários que ajudam na identificação do acervo tanto no contexto, quanto no nível informativo das fotografias. Na imagem acima, os desembargadores Paulo Tinôco e Ney Paolinelli, juntamente com o servidor Idalmo Constantino da Silva, colaboraram na identificação das fotos em 2010.

O acervo está parcialmente disponível no Banco de Imagens da Memória do Judiciário Mineiro, desenvolvido em parceria com a Diretoria Executiva de Informática, facilitando, assim, a pesquisa histórica para os fins culturais.

Com este projeto espera-se estabelecer um elo entre a sociedade e o patrimônio fotográfico/documental sob a guarda da Mejud, de forma a ampliar o acesso à informação e a aprimorar o conhecimento e a valorização da memória do Poder Judiciário.

Para acessar o conteúdo do Banco de Imagens, clique na imagem abaixo e adicione a palavra chave no campo de pesquisa.

Banco de Imagens