23/07/2012

Foto: Acervo Mejud

2012-A arte dos vitrais em exposição no TJ

Imagens do vitral “A Justiça” podem ser vistas no Palácio da Justiça (Avenida Afonso Pena, 1420), até esta segunda-feira, 23 de julho. A arte em vidro traz a figura da Deusa Justiça, Têmis ou Thêmis, assentada em seu trono, de olhos bem abertos e parece ler o Livro das Leis, enquanto empunha uma grande espada. Ladeada por pombas brancas e nuvens, traz ainda aos seus pés, três crianças que brincam. Acima da imagem aparece o brasão da República.

Desenhado por L. Piscini, o vitral foi confeccionado pela centenária Casa Conrado, que através de seu fundador o alemão Conrado Sorgenicht disseminou no Brasil a magia dos vitrais. O painel, com data de 1911, apresenta as características marcantes da produção da Casa Conrado, detalhes delicados e belas cores trabalhadas artisticamente por Conrado Sorgenicht II, seu filho e sucessor.

Após ser restaurado pela empresa Vari-Vetre e a Oficina do Restauro, o vitral “A Justiça” foi reinaugurado em 9 de outubro de 2000. A intervenção, além de resgatar suas características originais, também substituiu a laje do andar superior que reduz a visibilidade do painel, devolvendo-lhe sua beleza original.

O cartão em exposição faz parte da Série Especial Comemorativa do I Centenário do Palácio da Justiça Rodrigues Campos. A partir da terça-feira, 24, a exposição pode ser vista na Unidade Raja Gabaglia (Avenida Raja Gabaglia, 1753) até o dia 30 de julho. Já no Fórum Lafayette (Avenida Augusto de Lima, 1549), a exposição será entre os dias 31 de julho até o dia 06 de agosto. Finalizando no Anexo I (rua Goiás, 229), no período de 07 a 13 de agosto. A mostra, de caráter itinerante, integra o projeto “Fato do Mês”, da Memória do Judiciário Mineiro (Mejud).

Mejud

A Memória do Judiciário Mineiro (Mejud) foi criada em 1988, pelo então presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, desembargador José Arthur de Carvalho Pereira. Atualmente, está sob a superintendência do desembargador Lúcio Urbano Silva Martins, ex-presidente do TJMG. O museu da Memória do Judiciário Mineiro está localizado no Palácio da Justiça e está aberto à visitação pública de segunda a sexta-feira, das 12h30 às 18h30.

Outras Notícias